Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Star Trek Beyond [Jornada nas Estrelas sem Fronteiras]. Krall e sua defesa utilitarista

Tive a oportunidade de assistir os episódios originais de Star Trek [Jornada nas Estrelas]. Viajar pelo espaço em busca de novas civilizações nas profundezas do espaço. Gene Roddenberry soube cativar gerações, e ainda cativa, com os tramas vividos pelos tripulantes da USS Enterprise. Em plena Guerra Fria, algo surpreendente, Roddenberry, muito utópico, até para este início de século XXI, apresentou ao público um planeta

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Estufa o peito e diga "Eu conquistei com meritocracia". A "corrida dos ratos", a autoestima e as relações humanas

INTRODUÇÃO

O artigo discursa sobre a filosofia do libertarianismo. Propõe ao leitor confrontar suas próprias concepções de vida, ideologias morais e religiosas. Não se pode, aqui, invocar o utilitarismo — maximização da felicidade, ou seja, a maioria manda, determina o tipo de vida, de negociações entre particulares, o Estado controlando a vida dos governados —, a filosofia de Aristóteles — a "vida boa" com base nos valores morais, determinado por poucos, a condução dos cidadãos pelo Estado para se atingir o patriotismo, o respeito cívico, mesmo que pessoas sejam escravizadas, outras sem direitos de opinião, voto.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Ocidente e Oriente. Preguiça, um dos Sete Pecados Capitais. E o hábito Inemuri

sergiohenriquepereira.jusbrasil.com.br

Sérgio Henrique da Silva Pereira

Publicado por - 3 dias atrás

Ocidente e Oriente, duas faces do orbe terráqueo totalmente diferentes em costumes.

No ocidente, a preguiça é vista como um dos Sete Pecados Capitais. Quem cochila em serviço é preguiçoso: imprudente ou negligente, pessoa sem qualquer responsabilidade. Enfim, vários adjetivos e estereótipos são lançados aos "pecador". Cochilo na hora de estudar? Desde "vagabundo", "burro" até onde se pode imaginar para depreciar o infeliz.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

O "jeitinho brasileiro" e "brasileiro otário". A elite racista manipuladora

sergiohenriquepereira.jusbrasil.com.br

Caros leitores, hoje, raros momentos, tive o prazer de sentar num banco de praça pública para pegar sol. Algo que já não fazia há muito tempo. Fiquei olhando a localidade, sem maiores concatenamentos. Porém, instantaneamente, hábito profissional, comecei a reparar nas pessoas que estavam na praça, além de mim. Maioria idosos, jogando cartas, outros se exercitando nos aparelhos de ginásticas da Prefeitura. Vi crianças negras brincando, outras procurando nas latas de lixo algo de interessante para elas. A praça possui um lago com chafariz, desativo, e dentro do lago sacos de lixo. Vi uma mulher, negra, pendurando roupas, no banco da praça, para secar.

sábado, 30 de julho de 2016

Consumismo versus direitos humanos: O caso das castanhas de caju no RN e o trabalho escravo

Artigo disponível em: JusBrasil

Quem não gosta de castanha de caju torrada? Não gosta? Tudo bem, cada qual com seu paladar. Porém, os brasileiros amam comer castanha de caju torrada. Não é difícil encontrá-la, nas ruas, quando alguns adolescentes vendem em sacos de, mais ou menos, 15 kg, e carregam na cabeça, ou em lojas. O quilograma é caro, não é alimento para qualquer cidadão brasileiro, principalmente para os milhões de brasileiros que dependem do Bolsa Família, principalmente no nordeste. Nordeste, a região que mais necessita do Bolsa Família. Certas localidades não apresentam condições mínimas e sobrevivência, mas por questões sentimentais, gerações ali se estabeleceram, ou porque muitos não querem abandonar o que pouco têm. Não é difícil entender o sentimentalismo, qual ser humano não tem? E cada qual merece respeito seja de qual classe social, etnia ou região for.

terça-feira, 14 de junho de 2016

The Spirit Level e Um País Sem Excelências e Mordomias, lições para o Brasil

DISPONÍVELTAMBÉM EM: JUSBRASIL

Alguns de meus artigos têm referências sobre The Spirit Level, de Richard WILKINSON e Kate PICKETT. Sempre houve vários estudos sobre desigualdades sociais e consequências para as sociedades. Até então, não havia um consenso sobre desigualdade social e efeitos no comportamento social, dentre eles: obesidade, corrupção, gravidez precoce, doenças físicas e psíquicas etc. Richard e Kate se debruçaram sobre estas questões, principalmente num mundo globalizado, cujas economias da prosperidade e bem-estar das sociedades se baseiam no aumento do Produto Interno Bruto [PIB]. O neoliberalismo surgido na década de 1970, no Reino Unido, sendo recepcionado nos EUA, na década de 1980, pelo então Presidente Ronald Reagan. Várias mudanças surgiram nas estruturas dos Estados. A ideia central era fazer com que a máquina estatal fosse exigida menos, o que resultaria menores gastos públicos.

domingo, 12 de junho de 2016

Dirigir com responsabilidade é ter Dia dos Namorados feliz

Trânsito Escola – Aproveitando esta data, que os condutores ou condutoras, de veículos motorizados, não deixem de amar quem está ao seu lado. Quem ama não coloca a própria vida em perigo, muito menos de quem ama. Mesmo os casados há muito tempo, este dia deve ser comemorado com responsabilidade ao volante. Álcool e direção jamais combinam, jamais darão segurança, jamais garante

Neoliberalismo, absolutismo e direitos humanos. Qual tem mais força no Brasil?

Sérgio Henrique da Silva Pereira

Disponível também em: Jusbrasil | 2016-06-12

O presente artigo disserta sobre o neoliberalismo e suas consequências quantos aos direitos humanos. Além disso, sobre a crise econômica no Brasil.

"God Save the King!"

O neoliberalismo foi lançado, pela primeira vez no orbe, em 1970, à cargo de Margaret Thatcher. O Reino Unido foi o primeiro país europeu, os EUA, na década de 1980, pelo então Presidente norte-americano Ronald Reagan, aplicou a nova teoria econômica. Nos EUA, os direitos sociais foram sendo, gradativamente, diminuídos ao povo norte-americano. Contemporaneamente, tanto os EUA quanto à Inglaterra apresentam desigualdades sociais abissais.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Entrevista com a fundadora do Grupo de Apoio à Mulher [GRAM], Solange Pires Revorêdo

O artigo é dividido em três partes. A primeira parte consta entrevista com a fundadora do Grupo de Apoio à Mulher, Solange Pires Revorêdo. A segunda parte, minha experiência no grupo WhatsApp. A terceira parte, as minhas considerações.

Primeira parte — entrevista com a fundadora do Grupo de Apoio à Mulher, Solange Pires Revorêdo

GRAM — Grupo de Apoio à Mulher — já consta com quase 1.000 [mil] membros, e não para de aumentar. Fundada em 2010, a comunidade no Facebook tem como propósito ouvir, orientar, interagir, informar, trocar experiências com pessoas e acompanhar cada caso, de violência à mulher. Comunidade oferece participação no WhatsApp — (21) 993599517.

Por que os brasileiros se comovem com crianças africanas e não com os afrodescendentes brasileiros?

clip_image002

A ONU lançou, em 2015, A Década Internacional de Afrodescendentes — 2015 a 2024. O documento propõe que todos os Estados-membros se esforcem, em cada âmbito interno, para acabar com os preconceitos e discriminações contra os afrodescendentes. No documento, "A população afrodescendente está entre as comunidades mais pobres e marginalizadas do mundo. Ela apresenta alto índice de mortalidade e mortes maternas, além de acesso limitado a educação de qualidade, serviços de saúde, moradia e seguridade social. Pode se deparar com discriminação no acesso à justiça e enfrenta índices de violência policial e filtragem racial alarmantemente altos". Moradia, acesso à Justiça, o tratamento entre servidores públicos e afrodescendentes, entre outros, são abordados como alertas para a situação dos afrodescendentes, planetariamente.