Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Disque 100 e acabe com a pedofilia

É o número do disque-denúncia para o combate contra a violência e abuso sexual contra crianças e adolescentes. É gratuito e o atendimento é rápido e com várias instruções de fácil compreensão. Não demora mais de um minuto (fiz o teste).
O que é pedofilia?
São adultos que sentem excitação por crianças e adolescentes. Geralmente os homens que são pedófilos, mas as mulheres podem ser também.


A psicologia vê na pedofilia um traço de sadismo uma vez que o dominar da criança traz prazer ao pedófilo. Nessa linha os pedófilos fazem chantagens com o menor de idade para que este não fale sobre as relações sexuais. O prazer de ter o controle sobre a criança dá prazer. Pode-se em alguns casos ver que os pedófilos têm dificuldades de ereção peniana. Há outros que querem, quando idosos, retornar a pureza da infância perdida. O ato sexual com criança representaria o retorno da inocência e juventude perdida. E demais que encontram dificuldades em se relacionarem com mulheres procuram as crianças e adolescentes.


O pedófilo tem problemas psíquicos que o levam a tomar a iniciativa de satisfação com crianças e adolescente. Fator importante é que em algumas culturas a erotização infantil favorece a investida de pedófilos. Mães que trajem as filhas com minissais onde aparecem as partes de baixo das nádegas, ensinam a se comportarem como adultas (usando maquiagem pesada e andar sensual). A erotização da criança prematuramente cria nelas o senso de dominação por sedução. O corpo passa a ser o centro de investida aos homens. Quando essas crianças atingem a fase adulta passam, quando esgotado a beleza corporal, a terem problemas psicológicos uma vez que a “única” qualidade que possuíam – beleza corporal- já não possuem. Numa forma de compensar a frustração da beleza perdida e conseguir novos parceiros usam os bens materiais que possuem para cativarem novos pretendentes. A submissão passa a ser a “moeda” que prenderá o parceiro. Algumas passam a se prostituirem, outras se tornam compulsivas sexuais.

Como agem os pedófilos?


Presentes. Crianças querem presentes seja lá qual for: doces, brinquedos, roupas etc. O jeito amável, o cativar. Não quer dizer que uma pessoa que brinque com crianças sejam pedófilos. Havia um senhor que presenteava as crianças do bairro. Queria beijá-las e segurá-las. As mães deixavam por se tratar de um idoso. Poderia ser pedófilo? Jamais convidou as crianças para irem ao seu apartamento e muito menos aceitava de suas vizinhas para tomar conta das crianças quando as mães precisavam sair para trabalharem. Mas um belo dia aceitou o pedido de uma vizinha. O que fez o idoso? Levou a criança para brincar numa área do prédio movimentado e aos olhos de todos.


O pedófilo é manhoso, prestativo e cativante, mas a intenção é levar a criança para um lugar onde só podem estar ele e a criança. A ausência de dialogo com os filhos favorece a ação dos pedófilos. O bater constante sem explicações – o certo seria explicar o erro cometido pelo filho do que bater – também favorece a ação de pedófilo. Triste, vendo os pais como carrascos, a mão amiga e gentil do pedófilo favorece a criança cair nas garras daquele.


Como evitar que seu filho caia nas mãos de pedófilos?


1) Converse sempre. Seja companheiro e não um provedor de necessidades básicas;
2) Fale com a criança para não ter medo de adultos, mas que relate qualquer ação como mãos nos mamilos, nas genitais, convite para tirar foto pelado ou seminu;
3) Jamais brigue com a criança quando ela relatar algo semelhante como foi descrito acima. A briga representará para ela uma punição e erro gravíssimo por parte dela podendo desencadear um senso de culpa profundo e futuros transtornos psíquicos. O culpado é o pedófilo e não a inocente criança;
4) Ensine a criança a não mentir. Algumas podem mentir para prejudicar pessoas. O senso de verdade deve ser cativado sempre nas crianças. Mostre a ela que a mentira prejudica não só a ela, mas demais pessoas. O fator emocional em questão é importante: empatia.
5) Encoraje a criança a sempre a falar a verdade, que ela não é culpada quando pessoas fazem chantagens. Ela foi a vítima e o culpado deve ser entregue as autoridades. Um erro gravíssimo é incutir nas crianças o senso de vergonha aliado à culpabilidade. O ensino de que nem sempre a culpa é da criança, e mesmo que seja é mais honrado admitir o erro. Crie um senso nela que todos erram e errarão, mas a melhor conduta é poder corrigir. O senso de errar e criar uma condição de “burra”, “sem capacidade” etc. faz na criança o pensar que o erro sempre deve ser guardado profundamente para não ser alvo de chacotas. Por saberem disso, das convenções sociais, os pedófilos usam muito para conseguirem o silêncio da criança: “se você contar a alguém eles saberão e você será envergonhada diante de todos”. Outro importante fator é ensinar também que sempre há justiça, ou seja, existe polícia e combate a pedofilia ou qualquer crime. Os pedófilos poderão usar a argumentação “se você contar eu perseguirei seus pais e a você”. Uma vez incutido na mentalidade da criança que crime tem punição ela não hesitará em entregar o ato criminoso do adulto.

Site Presidência da República. Acesse. 

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..