Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

domingo, 17 de junho de 2012

Govt Selangor usará a lei para verificar casas de massagem

Malásia - SHAH ALAM: O governo Selangor planeja usar a lei para agir com firmeza contra a proliferação de casas de massagem no estado, Menteri Besar Tan Sri Abdul Khalid Ibrahim, disse ontem.

Ele disse que uma reunião será convocada na próxima semana com as autoridades locais no estado para discutir o assunto.

"Estamos planejando a agir por meio de retirar a licença, selando as instalações e processar os proprietários", disse ele a jornalistas depois de presidir a reunião semanal do conselho executivo do Estado, aqui.

Abdul Khalid estava respondendo a uma pergunta sobre o que o governo do Estado queria fazer para verificar a proliferação de casas de massagem, como havia prometido ontem. Em entrevista coletiva ontem, o besar menteri disse que o governo do estado tomaria uma decisão na reunião do Conselho Executivo estadual hoje sobre a questão da casas de massagem, na sequência de um relatório de mídia sobre o aumento no número de casas de massagem em Selangor.

A questão das casas de massagem no estado tornou-se um assunto quente recentemente, depois de algumas organizações não-governamentais afirmaram que foram brotando como cogumelos e se espalhou até mesmo para áreas de posseiros.

Eles teria afirmado que mais de 80 casas de massagem tinha chegado na área Indah Pandan e mais de 200 em Klang.

Um jornal de língua malaia informou recentemente que Kuala Selangor tinha seis casas de massagem que operam em uma nova área comercial, enquanto alguns tinham sido criados em áreas rurais, tais Sekinchan (três), Sungai Besar (dois) e Sabak Bernam e Tanjong Karang (um cada) . - Bernama

BorneoPost Online | Borneo , Malaysia, Sarawak Daily News | Largest English Daily In Borneo

This work is licensed under a Creative Commons license.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..