Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Preso no supermercado: "Me desculpe, eu não tenho dinheiro para comer"

Itália AVELLINO - roubo Boom.  A crise econômica produziu repercussões nesta frente.  Cosméticos, cigarros, celulares, carteiras e até mesmo, alimentos.  O de ontem foi um dia que vi uma série de subtrações indevidas, mas também quatro queixas tomadas contra os criminosos.

Em San Michele di Serino, no supermercado "Europa 2000", a polícia capturou um homem de 47 anos de Avellino, desempregados e sem censura, como ele tentou raptar os grampos prateleiras a partir do valor de 12 euros.
O 47, que foi denunciado na propriedade solto e roubado devolvidas aos donos, disse que tinha roubado porque estava com fome.

Quem definitivamente não agiu com fome, mas por estética, no entanto, é uma mulher de 42 anos de Avellino que foi pego tentando tirar dall'Oviesse, a Appian Way Business Park, uma série de cosméticos que tiveram deu ao trabalho de puxar o furto das mudas.  As mercadorias, no valor de 60 euros, foi devolvido novamente ao caixa, enquanto a mulher acabou censurada, foi encaminhado ao tribunal.

Outra queixa de roubo é tocado, também na manhã de ontem, um estudante de 19 anos de "Amatucci Ipsia" de Avellino.  O menino de Montoro, depois de reportar um contemporâneo de Serino, foi encontrado na posse do telefone que ele havia roubado de um estudante do mesmo instituto.  Singular também o roubo de uma carteira que, após uma série de investigações por parte dos policiais de Sant'Angelo um Pietrastornina Scala, provocou uma queixa contra um idoso de 72 anos de Sant'Angelo a Scala resultados sem censura.

O aposentado, em um bar na Europa durante seu país, ele tentou roubar a carteira de um Pietrastornina 45 anos de idade.  Este último, que estava no bar, ele percebeu tudo e chamou a polícia.  O roubo mais significativo dos quais ainda são desconhecidos os autores, no entanto, foi marcado em uma madrugada "Sali e Tabacchi" Avenue of Avellino Itália.  Aqui estão os ladrões entraram pelo portão e forçando a porta da frente.  Apesar de ser disparado o alarme, os ladrões estavam em greve relâmpago completa.

Em poucos minutos eles esvaziaram as prateleiras contendo os pacotes de cigarros e a gaveta onde a coleção foi mantida um pouco menos de três mil euros.  A mercadoria roubada foi colocado em algumas cestas utilizados para a recolha de lixo e levados para fora.  Para o momento em que os despojos ainda não foi estimada também porque permanece para calcular o valor de centenas de caixas de cigarros roubados.  As investigações realizadas nestas horas pela polícia, através da análise de algumas imagens da cidade câmeras de vigilância, no entanto, ter encontrado um Audi A6, enquanto, por volta das 4 da manhã, ele deixou a área onde o roubo foi realizado.

O carro poderia ser o mesmo que algumas testemunhas, duas semanas atrás, sinalizado como 'suspeitos', por ocasião de furtos realizados, sempre antes do amanhecer, em uma sala de jogos Alvanella e da villa de um comerciante de Monteforte Irpino.

Il Mattino - Home Page

This work is licensed under a Creative Commons license.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..