Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sábado, 16 de junho de 2012

Site cobra imposto de quem usa Internet Explorer 7

Medida é primeira no mundo e tem como objetivo acabar com o navegador da Microsoft

O site de venda online de eletrônicos Kogan implementou pela primeira vez no mundo um "imposto por usar o Internet Explorer 7". A notícia foi dada no próprio blog da empresa, que diz que cobrará 6,8% a mais de imposto de qualquer usuário que faça uma compra com o navegador da Microsoft. O motivo, segundo eles, é que eles gastam tempo e dinheiro programando a página do site para ela poder aparecer sem erros no browser.

O valor da taxa é o equivalente ao tempo de vida do navegador, crescendo 0,1% para cada mês. O site afirma que essa medida é uma responsabilidade que todos tem para tornar a internet um lugar melhor, pois o navegador está ultrapassado e faz as empresas gastarem mais e, consequentemente, aumentam o preço de seus produtos.

A mensagem é bem clara para qualquer um que tentar efetuar uma compra no site usando o browser: "Parece que o seu sistema esteve em coma nos últimos cinco anos e você ainda usa o Internet Explorer 7. Para ajudar a manter a internet um lugar melhor, você terá de pagar uma taxa extra de 6,8% no site Kogan.com. Isso será necessário até a internet se tornar um lugar melhor." Na própria mensagem, são oferecidos links para baixar outros navegadores, como o Google Chrome , Mozilla Firefox , Safari e Opera  .

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..