Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sábado, 21 de dezembro de 2013

Deputada Ana Maria Ianni (FPV) fez um balanço de 2013

Num ano marcado pela celebração de 30 anos de democracia "Este tem sido um ano muito significativo para todos os argentinos, um palco que convida à reflexão sobre a recuperação da vida democrática", disse o deputado Ianni, acrescentando " Eu acho que, como sociedade, temos amadurecido na última década e passar firmemente no nosso edifício de memória e expansão de nossos direitos. "

Na Câmara, só este ano tem gestado discutir questões em comprimento exigidos pelos diversos setores da sociedade, tais como a Lei Nacional de Assistência Fertilização, a criação do Cadastro Nacional de Dados Genéticos relacionado a crimes contra a integridade sexual Vários aspectos relacionados ao estado geral e pensões do pessoal, a proteção dos direitos das crianças e adolescentes sem cuidado parental, ea modificação da lei do imposto de renda, entre outros temas de interesse a democratização da justiça, e de externalização de swaps de dívida em moeda estrangeira.

"No que diz respeito à minha acção legislativa em particular foi um ano produtivo", disse Ianni ", em novembro o prazer de assistir a promulgação final da Lei do Turismo Trucking Corredor da Patagônia dos Lagos Andinos e da Declaração de El Calafate e Glacier National Capital, ambos os projetos que eu escrevi a gestão começou no ano passado e para acompanhar os seus senadores de tratamento ". Também em outros projetos de autoria Deputados a declaração Ianni El Chalten Trekking Capital Nacional e uma série de prêmios para as instituições de ensino e as declarações de interesse, incluindo a cereja Festival Nacional de 2014, a Festa aprovado Nacional del Lago Argentino, o livro "Calafateños" com imagens e textos produzidos pelos jovens da cidade, eo resgate série de TV, que promoveu a divulgação de atrações turísticas na cidade de El Chalten na televisão pública nacional. Na época, dois projetos de lei que estão sendo discutidos em comitês, um dos quais visa facilitar os pais para acompanhar a educação dos seus filhos ter licença de trabalho para esse fim, foram apresentados e os outros objetivos para regular a retirada de crianças no transporte aéreo comercial em vôos domésticos dentro de um quadro de protecção dos direitos das crianças e adolescentes.

De fato, a atividade do deputado não se limitando a agiram na Câmara, mas também abrange uma série de negociações e mediações para os Ministérios da Nação para resolver favoravelmente ambas as questões particulares santacruceños cidadãos como os relativos à uma cidade inteira, bem como os esforços para a realização de eventos como a chegada do Rally Nacional de El Calafate, apresentando Nadal e Djokovic no gelo antigo, a chegada da biblioteca móvel do Congresso em diferentes locais na província, e gestão e apoio para artistas e atletas de diferentes disciplinas podem estar presentes em eventos esportivos e / ou cultural realizada fora do nível provincial. Por sua vez, por seu intermédio, oferecendo bolsas de estudo para estudantes de El Calafate, El Chaltén, Jaramillo, Puerto Santa Cruz, Puerto San Julian e Las Heras foi transacionado, e subvenções a instituições de caridade e os organismos desportivos santacruceñas.

"Em nossa gestão não está sozinho - explica o deputado Ianni - trabalho em coordenação com o colega de bancada, especialmente com santacruceños desde ambas as Casas acompanhar este projeto nacional, liderado pelo nosso Presidente e apoiado por uma associação comprometida, o que lhe dá sentido e paixão para tudo o que fazemos. "

La Diputada Nacional Ana María Ianni (FpV) hizo un balance del 2013.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..