Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Previdência Social recebe Selo Eficiência Administrativa

selo eficiência administrativaBrasil Progresso – É com satisfação que Brasil Progresso contempla a Previdência Social com Selo Eficiência Administrativa.
Em outro momento foi divulgado matéria sobre o aplicativo do novo sistema de recursos eletrônicos da Previdência Social, o e-Recursos.
Brasil Progresso elogiou, por e-mail, a Previdência Social pela sua iniciativa à nação e demonstrando que é possível agir conforme o princípio Constitucional: eficiência. A tecnologia atual permite que a Administração Pública seja eficiente, de forma a manter estreita
(desburocratização) relação de prestação de serviço e comunicação aos administrados (cidadãos). A burocracia vai diminuindo e transformando a vida dos brasileiros (administrados) humanizada, com qualidade de vida. Tempo é luxo neste século e quando há burocracia excessiva na Administração Pública a vida dos brasileiros fica amarga, estressante, o que já prejudica o desenvolvimento econômico do país – estresse excessivo gera patologias, com mais doentes há menos mão de obra atuante, o SUS é sobrecarregado –, e tornando os brasileiros mais distanciados da civilidade (cordialidade, respeito etc.).
Abaixo e-mail recebido:
Imagem 1

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..