Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sábado, 21 de dezembro de 2013

Renan Calheiro imoral

selo imoralBrasil Progresso – Mais uma vez o senador Renan Calheiro dá exemplo de que o Estado é Monárquico Absolutista. Por sua vaidade imoral, os trabalhadores brasileiros (os não servidores públicos) terão que trabalhar mais para custear o combustível, a manutenção da aeronave usada. Sim, pois a cada decolagem há consumo de combustível, que não é barato, a manutenção da aeronave também custa dinheiro dos cofres públicos – meu dinheiro, seu dinheiro.

Leia petição - no final desta matéria - criada por Brasil Progresso para acabar com a imoralidade administrativa.

O cara de pau chamado Renan não tem nenhuma moralidade como agente público, e destoa do princípio Constitucional (artigo 37, da CF/1988).

 O pior é saber que é a segunda imoralidade que comete. Na primeira devolveu o dinheiro, por pressões, mas continuou imoral, com o cometimento de nova imoralidade.

Leia mais sobre Renan

Por tudo isso, Brasil Progresso criou petição pública para pressionar, fazer o Estado respeitar, acatar os Princípios da Administração Pública, elencados no artigo 37, da CF/1988. Leia a petição:

Demissão de agente público por imoralidade

Para: Presidente da república, Congresso Nacional

Sabemos que, infelizmente, é comum o ato de imoralidade administrativa entre os agentes públicos, principalmente os políticos.
Casos como do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) denigrem a imagem das instituições democráticas brasileiras perante à nação. Os comportamentos imorais destoam do artigo 37, da Constituição Federal de 1988.
Mesmo com a devolução de dinheiro, as maracutais persistem fazendo do Estado Democrático um Estado Monárquico Absolutista aos olhos da nação. Cada imoralidade cometida denigre à imagem do povo brasileiro no exterior, como se todos os brasileiros fossem imorais, pessoas destituídas de civilidade, como respeito, consideração ao semelhante, empatia.
A imoralidade administrativa cometida cria normose no comportamento dos brasileiros, pois os que devem honrar a Carta Magna, os direitos fundamentais da pessoa humana, e os próprios Direitos Humanos de cada cidadão brasileiro, cito povo, não são os que agem com primazia aos Princípios Administrativos.
Pelas calamidades, as desonras à nação, ao Estado, que tais atos imorais causam à nação, as instituições Democráticas, nós, do povo brasileiro, por objetivar o artigo 3°, da Carta Cidadão, pedimos:
1) Perda de cargo público imediata de agente público que cometa imoralidade administrativa;
2) A suspensão dos direitos políticos por trinta anos;
3) O ressarcimento pecuniário aos cofres públicos calculado quintuplicamente;
4) Suspensão de atividades no processo licitatório com a Administração Pública por trinta anos.

 

Para acionar, acesse aqui.

Outras petições

Brasil Progresso/Trânsito Escola petições públicas

Vamos mudar o Brasil. Vamos mostrar ao mundo que o Brasil tem pessoas honradas, civilizadas. Assine as petições para mudar a escandalosa normose brasileira cometida pelos agentes públicos políticos:

  1. Abaixo-assinado Contra má-fé e abusividade de cursos profissionalizante que não informam sobre multa contratual no ato de matrícula ou pagamento de mensalidade;

  2. Abaixo-assinado Abolir e impedir reduções de penas para pedófilos, estupradores, narcotraficantes, homicidas dolosos, que reincidam em crimes pela segunda vez;

  3. Abaixo-assinado Cassação e impedimento de reingresso aos setores públicos de agentes públicos político administrativo quando trânsito em julgado, e culpados.

  4. Abaixo-assinado Cassação perpétua de elegibilidade passiva em caso de corrupção;

  5. Abaixo-assinado Propaganda eleitoral versus propaganda de particular nas ruas;

  6. Abaixo-assinado Impedir, acabar com o repasse de cobranças de fornecedores de serviços e produtos aos consumidores através de boletos bancários;

  7. Abaixo-assinado Proibição de candidato enquadrado em Ficha Limpa de se autopromoverem;

  8. Abaixo-assinado Piso salarial unificado para instrutor de trânsito;

  9. Abaixo-assinado Unificação das polícias militar e civil;

  10. Demissão de agente público por imoralidade.

     

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..