Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

4.700 prisioneiros serão libertados: a maioria mafiosos

NÁPOLES - A primeira liberdade riassaporeranno em menos de um mês. Um exército de criminosos saindo de prisões italianas. Somente em Campania potenciais utilizadores do "libertação antecipada especial" fornecidos pelo chamado decreto "svuotacarceri 'são ainda 4.762, dos quais um Migliano sobre a máfia.

Só em Nápoles (prisões Poggioreale e Secondigliano), existem 2.031 prisioneiros a liberdade. Para o presidente do Tribunal de Apelação de Nápoles Antonio Buonajuto o decreto "produzirá efeitos destrutivos." O Dap:. Fortalecer a força de trabalho DEBATE NO MERCY é contra o magistrado Alfredo Mântua : "A intenção de tornar a situação não irá produzir benefícios nas prisões, que vai custar ao Tesouro muito mais do que aquilo que é necessário para construir novas prisões ou contratar novos agentes ".  Em oposição  o sociólogo Luigi Manconi : "Em muitas prisões, a vida é um inferno. Devemos resolver  as condições desumanas de funcionários da prisão pensar concretamente às medidas alternativas ".

Svuota-carceri, in Campania 4.700 detenuti verso la libert�: mille sono mafiosi

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..