Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Em 11 anos, governo gasta mais de R$ 500 milhões por cartões corporativos

image

O governo federal gastou mais de R$ 524,7 milhões através de cartões corporativos nos últimos 11 anos. Segundo informações do portal Terra, em comparação com os três primeiros anos do segundo mandato de Lula, a presidente Dilma Rousseff reduziu esse tipo de gasto em 15%. Em 2003, primeiro ano de gestão do ex-presidente, as compras e saques subiram 208% – de R$ 3 milhões para R$ 9,2 milhões – em comparação com o ano anterior. Foi no

governo Lula também o maior pico de despesas com a ferramenta de pagamento: mais de R$ 80 milhões gastos em 2010. Quando Dilma assumiu a Presidência, no ano seguinte, foi registrada uma economia de 27%, com despesas de R$ 58,7 milhões. Em 2013, a presidência gastou R$ 2,9 milhões, ou 18%, a menos que o registrado no ano anterior, mas ainda foi responsável pelo maior volume de gastos – R$ 14,7 milhões –, seguida pelos ministérios da Justiça, com R$ 9 milhões, e do Planejamento, que gastou R$ 5,1 milhões. A maior parte dos gastos é explicitada como sigilosa: “Informações protegidas por sigilo, nos termos da legislação, para garantia da segurança da sociedade e do Estado”.

Bahia Notícias / Notícia / Em 11 anos, governo gasta mais de R$ 500 milhs por carts corporativos - 02/01/2014

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..