Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

domingo, 18 de maio de 2014

Copa de 2010 não trouxe melhorias

 

Quatro anos após a Copa do Mundo na África do Sul, os moradores de uma das áreas mais pobres da Cidade do Cabo, a terceira mais populosa do país, dizem que a vida não mudou desde o evento - ou até piorou.

A BBC Brasil esteve em Blikkiesdorp, nome que significa "cidade de lata" na língua africâner. Ali, quase 2 mil famílias aguardam por vagas em programas habitacionais do governo. Enquanto isso, moram em contêineres rodeados por terra e lixo.

Blikkiesdorp (João Fellet/BBC Brasil)

A Copa do Mundo de 2010 decepcionou os moradores de Blikkiesdorp

Mãe de quatro crianças, Kulsum Rosier diz que roubos e doenças contagiosas graves são comuns no bairro.

Ela diz ter medo de mandar os filhos para a escola de manhã. "Acho que eles não vão voltar vivos, porque todos os dias dias pessoas morrem atropeladas nas estradas daqui. O que podemos fazer?"

Responsável pela área, a prefeitura da Cidade do Cabo diz ter construído 60 mil casas populares desde 2006. Segundo as autoridades, 33 famílias de Blikkiesdorp já foram transferidas para novas construções, e outras 55 devem ganhar moradias em breve.

 

Fonte: BBC

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..