Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

terça-feira, 6 de maio de 2014

O eterno DIDI (Renato Aragão) e as críticas

Brasil Progresso – Didi, nome artístico de Renato Aragão, um dos artistas do saudoso programa dominical, Os Trapalhões, não vendo sendo bem-visto há muito tempo. Especulações sobre sua conduta vem sendo divulgada há muito tempo. Primeiro sobre discussões, quando Muçum e Zacarias eram vivos, sobre ganhos, onde Renato Aragão teria a maior porcentagem, enquanto os trapalhões não tinham os mesmos ganhos.

 

Em certa época, os trapalhões se desentenderam, mas depois retornaram.  Renato Aragão já foi notícias em várias vezes sobre sua conduta com os fã, a de não ser um artista carismático quando abordado. Recentemente, Didi foi manchete quanto à possível demissão de um funcionário, por este ter incomodado o Didi. Depois do episódio, o eterno Didi disse que nada aconteceu e que tudo não passa de “fofocas”.

Seja verdade ou não, a imagem do eterno “trapalhão” não está positiva. No site do MSN (http://entretenimento.br.msn.com/famosos/giro-famosidades-772#image=16) é possível ver como está a imagem de Didi.

 

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..