Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Imprensa internacional se rende a Copa do Mundo no Brasil

Brasil Progresso – A Copa do Mundo no Brasil, para muitos jornalistas estrangeiros, e até para cidadãos estrangeiros, não iria vingar de fato. As manifestações ocorridas em junho de 2013 no Brasil deixaram dúvidas sobre a proficiência brasileira. Reformas dos estádios, infraestrutura viária, segurança pública, tudo parecia viável ao fracasso dos brasileiros para o sucesso da Copa.

O Brasil, na lentidão e no “jeitinho” de resolver tudo [em última hora], não está fazendo feio, até que se proe o contrário. Os jogos estão acontecendo sem maiores obstáculos e transtornos. Alguns eventos, como a dos chilenos e algumas manifestações  “não vai ter Copa”, não têm desanimado as torcidas (brasileira etc.).

Mas não se pode dizer que tudo é maravilhoso. A Copa do Mundo está acontecendo, mas os problemas continuam. Na euforia das torcidas de vários países, o único torcedor que vai ter que aguentar, com o término da Copa, os problemas de ineficiência administrativa dos governantes brasileiros é o próprio torcedor brasileiro – a não ser que tenha dupla cidadania e saía do Brasil.

Muitos dos projetos de leis que seriam votados, depois das manifestações de junho de 2013, ficaram nas gavetas dos parlamentares. Os agentes administrativos esperam que os parlamentares cuidem do direito de greve (lei especial).

No samba no pé, nas gargalhadas eufóricas “comi camarão”, muitos ex-fichas sujas (Lei improbidade administrativa) retornarão para conseguirem mais alguns anos no Estado Absolutista que tem no Brasil. Na isonomia [de quem?] espera-se que todos tenham direitos iguais, mas é falácia dizer tal direito Constitucional, pois vantagens é que não faltam aos “monarcas” do “Palácio de Versalhes”, que fica em Brasília [Congresso Nacional].

Depois da Copa, os superendividados rasgarão suas bandeiras [Brasil] e lamentarão pelas dívidas galopantes, aos que riram muito dos perdedores [outros times] restará a certeza de que rir é bem diferente de “rir” dos problemas que afligem o povo brasileiro, que não são poucos.

É a velha história brasileira: um dia de riso, outro de lágrima, outro de riso…

O pior é ver, depois da Copa, que as bandeiras brasileiras fincadas em vários locais não mais ficarão, mas serão guardadas para relembrar o patriotismo de quatro em quatro anos, o futebol.

This work is licensed under a Creative Commons Attribution Non-commercial No Derivatives license.Permissões além do escopo desta licença Creative Commods 3.0 podem estar disponíveis em: http://transitoescola.net A cópia é permitida desde que cite este site / blog (colocar URL). A não ser de fontes replicadas, que podem ser modificadas, comercializadas, de acordo com suas respectivas licenças.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..