Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Quando a mídia ajuda denegrir a mulher brasileira

Brasil Progresso – As mulheres brasileiras são vistas como peças de carnes a serem apreciadas e degustadas pelos homens libertinos. Em redes sociais ou de sites sobre famosos celebridades, que usam seus corpos como o único meio de sobrevivência,  as mensagens deixadas pelos internautas são as mais grosseiras possíveis.

Não é assunto recente o fato de a mulher brasileira ser considerada promíscua. Os gringos que chegam ao Brasil, não todos, consideram as mulheres brasileiras “fáceis”, ou seja, uma noite e nada mais.

 

image

Exemplar de cartão-postal dos anos 90 que valorizava as curvas da mulher carioca. Estas, caminhavam na Praia de Ipanema. Em 2005 o estado proibiu a comercialização desse tipo de recordação, que acabou sumindo das bancas. Foto: Reprodução/Acervo de Fernando da França Leite

Os antigos cartões-postais [décadas 1980 e 1990] tinham mulheres brasileiras, mas todas mostrando as nádegas, enquanto a paisagem em si era menos enfatizada. Em 2009, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região ordenou a retirada de circulação do guia turístico "Rio for Partiers" (Rio para festeiros).  O guia trazia a característica da mulher brasileira: “popozudas” e  “máquinas de sexo". Em 2005 foi criado projeto de lei sobre a proibição de divulgar catão-postal com mulher trajando biquíni.

Mas a vulgarização da mulher brasileira não fica somente nos cartões-postais. Em programas televisivos, com cenas degradantes, mulheres brasileiras são submetidas – e se deixam submeter - as mais horrorosas e cruéis provas. Em um vídeo produzido pela apresentadora britânica Daisy Donovan, a própria apresentadora se estarrece com cenas degradantes (para a cultura dela) onde mulheres brasileiras são submetidas ao vexame. Uma ex-integrante de programa televisivo brasileiro conta a Daisy que se submeteu a várias humilhações para conseguir status na mídia.

Enquanto as feministas lutam para manter uma imagem positiva da mulher brasileira, como respeito, inteligência e capacidade, algumas mulheres, que fazem de tudo pelo sucesso na televisão, não se preocupam com suas atuações impingem e perpetuam a imagem da mulher brasileira como se fossem “burras” e “máquinas de sexo” – nádegas e nada mais.

Enquanto centenas de milhares de mulheres são espancadas por homens trogloditas, pois estes se acham donos das mulheres ou seres superiores a elas, os programas televisivos que colocam a figura da mulher como mera peça de carne [nádegas] colaboram e perpetuam no inconsciente coletivo [masculino] a usurpação dos direitos e da dignidade da mulher.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..