Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Anthony Garotinho: Crivella e o "encantador de serpentes"!

Crivella e Cabral na última campanha eleitoral; abaixo reprodução da coluna Panorama Político, do GloboMentir não é bom para ninguém, muito menos para Crivella, que ocupa o cargo de bispo da Igreja Universal. Nunca tive qualquer conversa no sentido de tornar senador numa chapa que tenha Crivella ou quem quer que seja como candidato ao governo do Estado. Infelizmente depois que o encontro feito com Sérgio Cabral às escondidas no Palácio Guanabara, mas que a imprensa noticiou, Crivella vem atuando a pedido do governador para me criar problemas. Foi assim quando esteve recentemente no norte-fluminense montado numa máquina doada pelo governo federal declarando que não queria dividir votos comigo, mas ter todos. Antes numa entrevista de página inteira no Globo, o único candidato a ser atacado por ele fui eu. Depois na entrevista ao jornal O Dia repetiu a dose e mais uma vez virou suas baterias contra mim. 


Nunca ataquei Crivella, ao contrário, nas únicas duas vezes que se elegeu para o Senado recebeu apoio do meu grupo político. Talvez ele esteja sendo neste momento iludido pelo "encantador de serpentes" Sérgio Cabral. Lamento, sinceramente não esperava uma postura como essa de alguém a quem só fiz o bem. As urnas vão mostrar a Crivella aquilo a Bíblia já lhe ensinou, e ele como bispo conhece muito bem, traição e mentira não combinam. 

Blog do Anthony Garotinho

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..