Nossos livros digitais: Direito do consumidor, sociologia, política etc. Amazon [clique aqui para acessar], um dos sites mais conceituados em livros digitais. Os livros são de minha autoria.


POLÍCIA FEDERAL: SAIBA COMO DENUNCIAR. ACESSE AQUI.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Cabral e o pão com manteiga

Brasil Progresso – O ex-governador do RJ, Sérgio Cabral, não deve está gostado das refeições [cinco] e seus cardápios. Acostumado ao melhor que o dinheiro pode comprar, o ex-governador está comendo pão com manteiga.

Mas será que o famoso pão com manteiga deve servir com sensacionalismo midiático? Qual brasileiro não come pão com manteiga? Bom, no nordeste e na Amazônia, por exemplo, muitos cidadãos não têm o que comer. Passam fome. Sim, o pão com manteiga ao ex-governador é um luxo. O problema [subjetivo] é que alguns colunistas colocam o pão com manteiga como sendo alimento de pessoas pobres. Mais ou menos assim:

“Sérgio Cabral como agora como plebeu”.

E os plebeus, neste país de diferenças sociais gritantes, sobrevivem com farinha e água. Alguns, digamos, “com certo luxo”, comem pão com manteiga. Comer num bar o pão com manteiga, principalmente no RJ, não é para muitos — já que é caro. Aliás, no RJ tudo é caro.

E a cabeça raspada? Vergonhoso? Então quantos indivíduos envergonhados então nas ruas, e livres, já que a raspagem de cabelo — conhecidos como ‘carecas’ — é uma moda. Acontece que cabeça raspada no Brasil é sinônimo de presidiário ou louco. E o jornalismo brasileiro continua no século XIX. Estereótipos a parte, o que é importante é que as investigações estão em pleno vapor. E é nisso que a imprensa tem que focar. Penso que a mídia deveria ser mais informativa do que sensacionalista. Horas e mais horas foram gastas para mostra Cabral ‘careca’, o seu cardápio de ‘pobre’. É um insulto aos demais presidiários, já que comem os mesmo alimentos. Pior é ver que a maioria dos brasileiros, sejam pobres ou ricos, adoram comer um pão com manteiga. É irônico ouvir “Ele tá comendo pão com manteiga”.

O que interessa é como está as investigações, se Cabral é inocente ou não; se condenado, por quanto tempo ficará preso e se o dinheiro será devolvido aos cofres públicos corrigido, monetariamente. Por enquanto não é culpado, pois o devido processo legal tem que ser respeitado.

Imprima ou salve em PDF

Sobre o Autor:
Humanista que contribui para a efetiva aplicação do artigo 3°, da CF/1988; (objetivos fundamentais), do artigo 5°, da CF; (Direitos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana), do artigo 37 (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; principalmente sobre a moralidade administrativa) da Constituição Federal de 1988; e Tratados Internacionais sobre Direitos Humanos e Garantias Fundamentais da Pessoa Humana dos quais o Brasil é signatário. NÃO HÁ DIGNIDADE HUMANA NUMA NAÇÃO QUANDO A MAIORIA DO POVO NÃO TEM QUALIDADE DE VIDA SEJA POR: SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO ATENDE AS NECESSIDADES BÁSICAS (art. 7°, IV, da CF); ESCASSEZ OU AUSÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA (art. 144, da CF); SERVIÇOS PÚBLICOS INEFICIENTES (LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995); IMORALIDADE DOS AGENTES POLÍTICOS (LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992); DOENÇAS PROVOCADAS POR PRECARIEDADE NA INFRAESTRUTURA DE SANEAMENTO BÁSICO (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007); OMISSÃO, NEGLIGÊNCIA DAS AUTORIDADES PÚBLICAS QUANTO AO USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO HUMANA (LEI Nº 7.802, DE 11 DE JULHO DE 1989); VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTARES PARA ABSOLVER AGENTE POLÍTICO CORRUPTO..